Sobre nós

Políticos e Decisores: Parceiros na Transformação Social

Na Missão Pertinente, reconhecemos que enfrentar o desafio das Experiências Adversas na Infância (EAI) requer uma abordagem integrada, abrangente e colaborativa. Neste artigo, destacaremos a importância da parceria com políticos e decisores, tanto do setor público quanto do privado e cooperativo. Neste sentido, pretendemos criar respostas eficazes no âmbito da responsabilidade e sustentabilidade social, diminuindo progressivamente os impactos das EAI. Juntos, podemos promover mudanças sociais e políticas, necessárias para enfrentar este problema complexo.

Mudanças Estruturais: A Influência dos Políticos e Decisores

Os políticos e decisores têm um papel fundamental na promoção de mudanças estruturais necessárias para prevenir e superar as EAI, pois possuem o poder de estabelecer políticas públicas que regulem de forma integrada e abrangente esta questão. Assim, ao trabalharmos  em conjunto, podemos garantir que as preocupações relacionadas com as EAI sejam incluídas na agenda política e que medidas efetivas sejam adotadas para identificar, prevenir, e intervir com a comunidade, numa lógica de governação integrada, em rede, otimizando os recursos já existentes.

Parcerias Intersetoriais: Trabalhar em Conjunto para um Maior Impacto

A transformação social requer a colaboração integrada dos diferentes setores da sociedade, e a implicação de todos os intervenientes sociais da comunidade onde se inserem. Ao estabelecer parcerias com políticos e decisores, podemos unir esforços e recursos para criar respostas eficazes para mitigar as consequências das EAI. Essas parcerias devem envolver a partilha de conhecimentos, o desenvolvimento de programas conjuntos, a otimização e criação dos  recursos necessários para implementar intervenções de qualidade.

Responsabilidade e Sustentabilidade Social: Construir um Futuro Melhor

Ao envolver políticos e decisores, podemos promover a responsabilidade social e sustentabilidade em relação às EAI. Isso implica a adoção de medidas que garantam a redução progressiva dos impactos dessas experiências adversas na infância. Políticas e programas que promovam a prevenção, intervenção e suporte às vítimas e suas famílias são essenciais para construir um futuro melhor para a sociedade como um todo.

Articulação Integrada da Comunidade: Liderança Informada e Participação Ativa

Os políticos e decisores desempenham um papel crucial na mobilização e implicação consciente da comunidade. Acima de tudo, a liderança informada e participação ativa influenciam positivamente a opinião pública e reduzem a resistência social à mudança. Ao envolver a comunidade na discussão e implementação de estratégias relacionadas às EAI, podemos produzir conhecimento, construir uma base sólida de apoio e criar uma sociedade mais consciente e comprometida com o bem-estar das crianças e jovens.

A parceria com políticos e decisores é fundamental para a missão da Missão Pertinente. Ao trabalharmos em conjunto, podemos promover mudanças políticas, regulatórias e sociais necessárias para enfrentar as EAI. Juntos, podemos construir uma sociedade responsável, sustentável. Junta-te à missão! Vamos fazer acontecer.

Políticos e Decisores: Parceiros na Transformação Social Consulte Mais informação "

Fortalecer a Parentalidade Positiva e Resiliente

A parentalidade é uma jornada repleta de desafios e responsabilidades. Para garantir um ambiente saudável e feliz para as crianças, é essencial que os pais sejam capacitados e apoiados nas suas tarefas. É nesse contexto que as Power Teams desempenham um papel crucial. Através da formação, suporte emocional e recomendação de técnicas e práticas especializadas, essas equipas dedicadas trabalham para fortalecer a parentalidade positiva e promover a geração da resiliência nas famílias. Neste artigo, exploraremos como as Power Teams estão transformar a vida das famílias, fornecendo orientações valiosas e criando uma base sólida para o desenvolvimento saudável das crianças e o fortalecimento da parentalidade positiva.

Formação e Capacitação para Pais

Uma das principais missões das Power Teams é capacitar os pais para o exercício da parentalidade positiva. Através da disponibilização ou recomendação de formações nas áreas do desenvolvimento pessoal, inteligência emocional, coaching, parentalidade e meditação, as equipas fornecem ferramentas práticas e conhecimentos especializados para ajudar os pais a enfrentarem os desafios do dia a dia. Essas formações têm uma ênfase especial na promoção da resiliência, desenvolvendo a capacidade dos pais de lidar com situações adversas e encontrar soluções construtivas.

Suporte Emocional e Compartilhamento de Experiências

Além da formação, as Power Teams oferecem um espaço seguro para que os pais compartilhem as suas experiências, dúvidas e preocupações. Através da plataforma online, a comunidade em geral pode conectar-se, partilhar histórias de vida e apoiar-se mutuamente. Os pais encontram um ambiente acolhedor, onde podem receber suporte emocional e conselhos de profissionais qualificados. Esta rede de apoio fortalece os laços entre os membros da comunidade e cria uma sensação de pertença, demostrando que ninguém está sozinho nesta jornada da parentalidade.

Campanhas de Sensibilização e Mobilização

As Power Teams também desempenham um papel fundamental na consciencialização e mobilização da sociedade para a prevenção de situações de risco para as crianças. Através de campanhas educativas, essas equipas procuram alertar a comunidade sobre os impactos das experiências adversas na infância e promover a importância da parentalidade positiva. Essas campanhas visam envolver a sociedade como um todo, despertando a atenção para a responsabilidade coletiva de criar um ambiente seguro e acolhedor para as crianças crescerem, pois, como diz o proverbio africano, “É preciso uma aldeia inteira para educar uma criança.”

 

Fortalecer a Parentalidade Positiva e Resiliente Consulte Mais informação "

Vítimas das experiencias adversas na infância

A Missão Pertinente enfrenta o desafio de alcançar os destinatários finais dos seus serviços, considerando o grande número de pessoas afetadas pelas Experiências Adversas na Infância (EAI). Neste artigo, abordaremos os destinatários preferenciais da nossa associação e os obstáculos que podem surgir ao tentar alcançá-los. Reconhecemos a necessidade de uma transformação social ampla e a importância da consciencialização e cooperação de todos para lidar com as questões sociais relacionadas às EAI.

Destinatários : Quem São e Como Atingi-los

  1. Crianças e jovens referenciados: Trabalhamos em parceria com diferentes entidades para identificar e apoiar crianças e jovens que são possíveis vítimas de EAI. Estabelecemos parcerias com essas entidades para garantir que o nossos serviços cheguem a esse grupo de pessoas em situação de vulnerabilidade.
  2. Famílias: Reconhecemos a importância de envolver as famílias no processo de apoio às crianças e jovens afetados. procuramos estabelecer um relacionamento de confiança com as famílias, oferecendo-lhes orientação e recursos necessários para lidar com as consequências das EAI.
  3. Crianças e jovens em situação de risco: O nosso foco também se estende a crianças e jovens que enfrentam riscos familiares ou comunitários, como pobreza, violência e exclusão. Colaboramos com instituições parceiras que atuam no terreno para identificar e apoiar esses grupos.
  4. Comunidades de risco elevado: Reconhecemos que as EAI afetam comunidades inteiras. Trabalhamos em parceria com diferentes instituições para chegar a essas comunidades e oferecer apoio abrangente, visando uma transformação social efetiva.
  5. Adultos vítimas de EAI: Não limitamos a nossa atuação apenas a crianças e jovens. Reconhecemos que os adultos também podem ser afetados pelas EAI. Estendemos nossos serviços de apoio a adultos que foram vítimas de EAI, fornecendo-lhes suporte emocional e recursos para a sua recuperação e requalificação.
  6. Dependentes de substâncias, reclusos e ex-reclusos: Entendemos que certos grupos, como pessoas dependentes de substâncias, reclusos e ex-reclusos, enfrentam desafios únicos. O nosso objetivo é estender  os nossos serviços a essas populações, bem como às suas famílias, para ajudá-los a superar as EAI e construir vidas saudáveis.

Enfrentar os Desafios: Rumo à Transformação Social

Reconhecemos que alcançar os nossos objetivos requer uma transformação social gigantesca. No entanto, sabemos que enfrentaremos alguma resistência tanto da comunidade quanto dos profissionais. No entanto, estamos preparados para combater a ideia da dependência de subsídios, e capacitar as pessoas de que as suas escolhas, empenho e resiliência são a estrutura base para a construção de uma vida autónoma e digna. Junta-te a nós, sê parte da mudança, por um futuro melhor!

Vítimas das experiencias adversas na infância Consulte Mais informação "

Os profissionais e o seu papel na causa

 

Os profissionais desempenham um papel fundamental na prevenção e intervenção nas Experiências Adversas na Infância (EAI). No entanto, muitas vezes enfrentam desafios ao implementar estratégias eficazes nessa área. A Missão Pertinente reconhece a importância desses profissionais e procura oferecer serviços de apoio e orientação especializados para fortalecer a sua capacidade de lidar com situações de risco de EAI. Neste artigo, discutiremos o papel dos profissionais e como a Missão Pertinente os apoia.

Profissionais: Aliados na Prevenção e Intervenção nas EAI

Os profissionais desempenham papéis cruciais em diferentes setores, como pesquisa, saúde, educação, justiça, ação social e serviços comunitários. Embora possam estar conscientes da importância das EAI, eles muitas vezes enfrentam obstáculos na implementação de estratégias eficazes. Alguns profissionais podem hesitar em abordar temas sensíveis com as famílias, enquanto outros podem enfrentar limitações de recursos ou falta de apoio institucional para oferecer a ajuda necessária às crianças e jovens em risco.

Apoio Especializado da Missão Pertinente

A Missão Pertinente propõe-se a ser uma plataforma de retaguarda para esses profissionais, fornecendo serviços de apoio e orientação especializados na área das EAI. Através da partilha de conhecimentos, recursos e melhores práticas, procuramos capacitar esses especialistas para que possam aprimorar as suas habilidades e enfrentar desafios relacionados às EAI com confiança.

Oferecemos aos profissionais:

  • Acesso a informações atualizadas: Fornecemos recursos e pesquisas relevantes sobre EAI, para que os especialistas possam se manter informados sobre as últimas descobertas e abordagens eficazes.
  • Orientação especializada: Disponibilizamos orientação e suporte técnico para ajudar os profissionais a lidar com situações complexas relacionadas às EAI.   Os nossos especialistas estão disponíveis para responder a dúvidas e oferecer diretrizes práticas.
  • Compartilhamento de melhores práticas: Promovemos a troca de experiências entre profissionais, facilitando a partilha de melhores práticas e estratégias bem-sucedidas no campo das EAI. Isso permite que os especialistas aprendam uns com os outros e melhorem as suas abordagens de trabalho.
  • Advocacia e sensibilização: Envolvemos os profissionais em ações de sensibilização e advocacia da marca, para promover uma mudança de paradigma na abordagem das EAI. Trabalhamos em conjunto para elevar a consciencialização sobre a importância da prevenção e intervenção nas EAI e influenciar políticas e práticas efetivas.

Os profissionais de qualquer área desempenham um papel vital na prevenção e intervenção nas Experiências Adversas na Infância. A Missão Pertinente reconhece os desafios que esses especialistas enfrentam nas suas áreas respetivas e pretende ser um pilar de apoio, seja no conhecimento sobre o assunto assim coomo financeiramente, para que possam ultrapassar os obstáculos nesta nossa jornada. Junta-te à missão!

Os profissionais e o seu papel na causa Consulte Mais informação "

As parcerias da nossa missão

 

Na Missão Pertinente, reconhecemos a importância das empresas e mecenas que demonstram uma preocupação genuína com a responsabilidade social. Esses indivíduos e organizações são um público valioso para a Associação, tanto como fonte de financiamento quanto como apoiadores na promoção da nossa missão e dos nossos objetivos. No entanto, sabemos que algumas empresas ou mecenas podem resistir em investir em questões sociais e participar ativamente na transformação social necessária para abordar as Experiências Adversas na Infância (EAI). Neste artigo, discutiremos a importância das parcerias estratégicas e persuasivas, apresentando o impacto positivo que a sua contribuição pode ter na sociedade.

A Importância das Parcerias com Empresas e Mecenas

As parcerias com empresas e mecenas desempenham um papel fundamental na realização da nossa missão. Além do suporte financeiro, essas parcerias trazem consigo recursos, expertise e alcance significativos, permitindo-nos ampliar nossa influência e expandir nossas ações. Ao estabelecer essas colaborações, procuramos criar um diálogo construtivo e uma visão compartilhada sobre a importância de enfrentar as EAI e promover um ambiente seguro e saudável para as crianças e jovens.

Superar a resistência

É compreensível que algumas empresas ou mecenas possam hesitar em investir em questões sociais. No entanto, é o nosso dever apresentar uma estratégia clara e persuasiva que demonstre a importância da nossa causa e o impacto positivo que sua contribuição pode ter na sociedade. Destacamos os benefícios mútuos que uma parceria com a Missão Pertinente pode trazer, como o fortalecimento da reputação corporativa, o aumento do envolvimento dos funcionários e a oportunidade de contribuir para uma causa significativa. Além disso, a notoriedade da nossa causa e da nossa marca pode incentivar outras empresas a se associarem, criando uma rede de apoio ainda maior.

Construir uma estratégia de parcerias

identificar empresas que compartilham dos mesmos valores e objetivos, criar propostas personalizadas que destaquem os benefícios da parceria, e mostrar evidências concretas do impacto das nossas ações, é um ponto vital. Além disso, é importante estabelecer uma comunicação transparente e estreita, mantendo os parceiros informados sobre o progresso e os resultados alcançados.

Celebre o Impacto Coletivo

Ao estabelecer parcerias com empresas e mecenas, não estamos apenas à procura de financiamento, mas sim  de construir um movimento coletivo para a transformação social. Devemos reconhecer e celebrar o impacto que essas parcerias têm na vida das crianças e jovens em situação de risco. Compartilhar histórias de sucesso, resultados alcançados e reconhecer publicamente o compromisso desses parceiros, reforçar a importância do seu envolvimento e incentivar outros a seguirem o exemplo.

As empresas e mecenas são parceiros valiosos na transformação social necessária para enfrentar as EAI.  Com estes parceiros podemos superar resistências e criar parcerias significativas. Juntos, podemos fazer a diferença na vida das crianças e jovens, construir uma sociedade mais segura, justa e saudável. Convidamos empresas e mecenas a  unirem-se à Missão Pertinente e fazerem parte desta mudança positiva. Juntos, somos mais fortes. Vamos fazer acontecer!

As parcerias da nossa missão Consulte Mais informação "

Uma longa missão, mas é pertinente

 

A Missão Pertinente – Associação de Desenvolvimento Humano foi constituída, com o propósito de prevenir, resgatar e requalificar as experiências adversas na infância (EAI). A designação “Missão Pertinente” não poderia ser mais apropriada para o desafio a que nos propomos.

Segundo a infopédia, missão significa, entre outras coisas “incumbência, encargo”, “comissão diplomática” e no sentido figurado “função nobre a cumprir”. Pertinente pode significar “que vem a propósito, apropriado, adequado, relevante, importante”. A Missão Pertinente incumbe-se, portanto, de uma função nobre a cumprir, que é relevante, importante e que vem cada vez mais a propósito. 

Estamos fortemente inspirados pelo conceito de “economia de missão” proposto pela economista italiana Mariana Mazzucato, atualmente docente no University College London, onde também fundou e dirige o Institute for Innovation and Public Purpose. É consultora de governantes em todo o mundo, a quem ensina a promover a inovação de maneira a produzir um crescimento mais inclusivo e sustentável.

Tom Cobasi, comissário no Institute of Public Policy Research Commission on Health and

Prosperity em Londres, escreve no jornal The Guardian, a propósito no trabalho da Mariana, que “as sociedades devem rejeitar as ideologias estafadas e adotar a abordagem política que levou astronautas à Lua. Quando estabelecem missões específicas e o poder do Estado é exercido de forma pragmática, as sociedades podem tornar-se mais prósperas e equitativas.”

Este princípio de “economia de missão” anima o nosso espírito que se suporta fortemente pela busca da inovação, que se reconhece pela ambição e a imaginação, fazendo uso de um pensamento colaborativo para redefinir os parâmetros da sociedade.

Acreditamos que as EAI são a real causa da esmagadora maioria dos problemas sociais e por isso nos vemos imbuídos de um certo sentimento de urgência para agir imediatamente. Mas a seriedade e complexidade da temática exige reflexão informada, estratégia concertada e cooperação estreita entre numerosos intervenientes institucionais.

Estamos a mobilizar recursos que queiram fazer acontecer a Missão Pertinente MISSÃO PERTINENTE. Tu só precisas de descobrir que pessoa queres ser e porque razão. A tua missão aqui é a missão de todos: crescer, desenvolver, sobreviver e partilhar o melhor de ti.

 Contamos contigo?

Uma longa missão, mas é pertinente Consulte Mais informação "

Há muito para fazer!

 

 

Temos de aprender a cuidar das nossas crianças, a começar pela nossa própria criança.

Só quando aprendemos a cuidar da nossa própria criança interior podemos ter verdadeira empatia por nós mesmos e pelas pessoas à nossa volta. Todas as emoções não resolvidas, todas as necessidades que não foram atendidas e as nossas adversidades de infância não desaparecem simplesmente. Eles existem dentro de nós, criando uma lente através da qual passamos a observar o mundo. 

É na infância que construímos a nossa visão do mundo, das pessoas e de nós mesmos. A personalidade está em formação, e as relações e a bagagem acumulada são fundamentais para aquela. Podemos desenvolver um trauma em qualquer momento da vida, mas é na infância que ele tem maior impacto e tende a causar mais danos.

Estudos científicos têm demonstrado que as experiências adversas, na ausência de fatores de proteção e dependendo da duração, gravidade e frequência, causam hiperativação e/ou ativação prolongada do sistema de resposta ao stress, prejudicando o crescimento e desenvolvimento ideal do cérebro e interrompendo a sinalização saudável de todos os sistemas orgânicos. A resposta desregulada ao stress provoca inflamação e doenças crónicas subsequentes, podendo influenciar a expressão genética nesta e nas futuras gerações. Fatores de proteção, como um ambiente seguro e relacionamentos positivos, fornecem esperança de que as respostas biológicas normais a circunstâncias adversas possam ser evitadas ou revertidas, levando à melhoria clínica, cognitiva e funcional.

As EAI são um fenómeno complexo que se reflete em questões sociais e de saúde pública preocupantes, pelo que requerem atenção e merecem ser alvo de todas as intervenções possíveis.

Temos de trabalhar na prevenção e mitigação dessas adversidades, mas também temos de trabalhar no resgate e requalificação das vítimas. Temos de cuidar dos adultos com sintomas resultantes de Experiências Adversas na Infância. Por nós. Pelas nossas crianças. Pelas vítimas. Pelas crianças do futuro. Para interromper o ciclo catastrófico da adversidade.

Tu podes assumir uma posição ativa e positiva neste movimento. Tu podes contribuir para construir um futuro melhor. Tu podes contribuir para melhorar o bem-estar e a qualidade de vida das vítimas. Tu podes impedir que as vítimas das EAI façam nascer novas vítimas.

 Não percas mais tempo. A situação é grave.

Junta-te a nós agora.

Há muito para fazer! Consulte Mais informação "

Cientistas, técnicos, pais e toda a comunidade juntos por esta causa

 

 

Para resolver as causas e as consequências das EAI não basta boa vontade. A solução depende em larga medida de alterações culturais profundas no seio da sociedade que não são fáceis de alcançar e que constitui um grande e apaixonante desafio para várias gerações.  Além disso, implica um enorme envolvimento de toda a comunidade e cooperação ativa de diferentes sectores, desde logo a investigação, a ação social, a educação, a saúde e a justiça.

Entre as várias exigências que este envolvimento coletivo pressupõe, está a necessidade dos vários intervenientes se unirem para construírem modelos de prevenção, intervenção e resgate, cujas linhas de orientação permitam o acesso generalizado às aquisições científicas e técnicas mais atuais e às práticas que se mostrem mais adequadas à necessária intervenção sistémica e integrada que uma atuação eficaz e eficiente reclama.

Na Missão Pertinente- Associação para o Desenvolvimento Humano, apostamos claramente na inovação e na lógica de criação de parcerias de elevado impacto. Por isso, definimos como estratégica uma estreita colaboração com todas as áreas, onde o ponto de partida – ou pelo menos de ligação – terá que ser a ciência e a investigação que asseguram um suporte sólido, baseado na evidência, fornecendo conhecimento especializado, metodologia e mensurabilidade às ações que nos propomos a desenvolver.

Estamos a construir um movimento social capaz de resolver com eficácia o problema das Experiências Adversas da Infância, através de iniciativas verdadeiramente transformadoras, sustentáveis e escaláveis. Acreditamos que só um diálogo de proximidade contínuo e uma abordagem mobilizadora e unificadora pode potenciar iniciativas globais conjuntas que causem verdadeiro impacto na resolução deste flagelo social.

Cada um de nós pode vestir a sua capa e ser um verdadeiro herói social. Tu podes fazer parte deste movimento. Tu só precisas de olhar de frente para o problema. De olhar de frente, mas também, de olhar para o lado, de olhar para o passado e de olhar para o futuro.

Tu podes ajudar a criar a visão do mundo que vamos construir juntos. Traz as tuas ferramentas, o teu conhecimento, as tuas competências. Inspira e deixa-te inspirar.

Junta-te a nós hoje para construir o futuro de amanhã.

Cientistas, técnicos, pais e toda a comunidade juntos por esta causa Consulte Mais informação "

Vamos criar estratégias sólidas para travar este problema

 

 

Cerca de 61% dos adultos relatam ter sofrido ao menos algum tipo de experiência adversa na infância, dentre esses, aproximadamente 16% vivenciaram 4 tipos deles. Estes dados estão documentados no inquérito de Experiências Adversas na Infância, conhecidas como ACE e que revelaram o quanto é comum experiências traumáticas no período da infância e adolescência.

As EAI são um fenômeno complexo que se reflete em questões sociais e de saúde pública preocupantes, pelo que requer atenção e merece ser alvo de todas as intervenções possíveis.

Existe uma base de evidências em desenvolvimento para programas que previnem as experiências adversas, que incluem: programas de visita domiciliar e programas para pais de forma a prevenir os maus-tratos, melhorar as suas habilidades e fortalecer as relações pais-filhos, apoio a pais com dificuldades, etc. Existe também uma consciência crescente do papel da resiliência na proteção de indivíduos que sofrem de experiências adversas de desenvolverem efeitos nocivos. A resiliência é considerada a capacidade de resistir, de se adaptar e recuperar das adversidades. Existe um longo caminho a percorrer para encontrar e implementar soluções para prevenir, mitigar e resgatar as EAI.

Acreditamos que as EAI são a real causa da esmagadora maioria dos problemas sociais e por isso nos vemos imbuídos de um certo sentimento de urgência para agir imediatamente. Sentimos que está mais do que no momento de abordar as questões sociais de forma abrangente e integrada, promovendo uma ação pluridisciplinar direta e musculada sobre as causas, vencendo o limite paradigmático da mera gestão das consequências.

Sabemos que a seriedade e complexidade da temática exige reflexão informada, estratégia concertada e cooperação estreita entre numerosas pessoas e intervenientes institucionais.

Isto implica um enorme envolvimento de toda a comunidade e cooperação ativa de diferentes sectores, desde logo investigação, a ação social, a educação, a saúde e a justiça.

Você também pode envolver na criação de estratégias para trabalhar como EAI. Tu podes deixar uma pegada positiva neste caminho em transformação. Não espere mais.

Junta-te a nós. O mundo precisa de ti.

Vamos criar estratégias sólidas para travar este problema Consulte Mais informação "

A Sociedade Atual Está a Criar Adultos Inseguros

 

 

Numerosos estudos e evidências científicas demonstram a associação negativa que existe entre a qualidade dos laços criados com os nossos pais e a adversidade na infância sob a forma de abuso físico, abuso ou negligência emocional e exposição a violência doméstica.

É por demais evidente que a existência de uma vivência pautada pela ausência de situações adversas, se encontra associada ao estabelecimento de vínculos seguros. Para criar adultos seguros precisamos de assegurar a criação de laços emocionais de qualidade na vida das nossas crianças.

As crianças expostas a experiências adversas, desenvolvem padrões inseguros de vinculação, constroem modelos distorcidos de si próprios e percepcionam os outros de forma errada.

Sabemos que a existência de dinâmicas familiares que promovem situações de abuso, negligência e violência doméstica devem ser analisadas e tratadas como um grave problema, transversal a toda a sociedade, pois está a condicionar de forma crescente a criatividade, expressividade, liberdade, desenvolvimento e autonomia de cada criança afetada e  a criar adultos inseguros e vulneráveis, mais propensos ao desenvolvimento de psicopatologias diversas e a uma crescente insatisfação com a vida.

O desenvolvimento de uma vinculação segura está associado a uma maior autoconfiança e autonomia que favorece a construção de uma visão positiva, resiliente e promove a crença do ser humano nas suas capacidades de delinear objetivos e de os alcançar, de ser proativo nas melhores decisões a tomar.

A Missão Pertinente- Associação para o Desenvolvimento Humano, quer contribuir para construir um mundo onde os cuidadores possam desempenhar os seus papéis na vida das crianças de forma competente, responsável e criar laços de proteção, segurança e apoio. Esta qualificação dos cuidadores permitirá que cada criança possa ter o suporte emocional e a segurança que necessita para crescer, evoluir e superar os obstáculos que lhe forem surgindo pela vida fora.

Tu podes contribuir para a construção de uma comunidade de adultos seguros e de confiança.

A Sociedade Atual Está a Criar Adultos Inseguros Consulte Mais informação "

Ficha de inscrição
plugins premium WordPress